Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

[questão] E quando os pais não estão de acordo... ?

Gostaria de saber quais as consequências para uma criança que sempre que falha no desporto que pratica ou na escola oiça do pai que não presta e que não vale nada ... e a seguir a mãe tenta reparar essa situação e diz ao filho que não tem de dar ouvidos ao pai.

 

A situação que relata parece simples, mas é complexa. Temos a relação do pai com o filho, a relação da mãe com o filho e a relação do pai com a mãe. Temos ainda cada uma destas pessoas a viver para si o impacto destes episódios que parecem arrastar-se e ocorrer frequentemente.

  

Numa situação deste tipo deve colocar-se em primeiro lugar a relação do pai com a mãe e o exercício da parentalidade. É importante que 

PASTAS:
publicado por linharelacoesfamiliares às 11:58
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Abril de 2010

[questão] Crianças ping-pong...

Namoro com uma pessoa que vive separado de facto visto o divórcio ainda estar por se resolver, desse casamento existem duas crianças com 2 e 3 anos, eu amo crianças e como já sou mãe de dois adolescentes... pensei "é fácil".
O facto é que a mãe das crianças não me aceita muito bem e tem inclusivé ciúmes do meu relacionamento com estas... e o problema é que, quando tento por algum motivo repreendê-los quando estão comigo e com o pai, o mais velho diz que a mãe disse que não mando e se eu ralhar se vai zangar muito comigo e até me bate...
Não sei como gerir esta situação, uma vez que adoro crianças e estas em especial, mas como não consigo que a mãe fale comigo fico sem saber como reagir ...

 

Infelizmente, a situação que relata é comum. Os ressentimentos que ficam de relações que terminam entre dois adultos acabam muitas vezes por contaminar as relações com outras pessoas que estão no redor, com destaque para os filhos e também para quem vier a envolver-se afectivamente com algum dos dois.
Não há receitas para resolver estes casos. No entanto, em primeiro lugar, é necessário conquistar o respeito, a confiança e o afecto das crianças. Pelo que relata, as coisas parecem estar no caminho certo. É normal que crianças tão pequenas tirem partido da má relação entre o pai e a mãe e que isso "sobre" para terceiros. Em segundo lugar e se não for ambição em excesso, seria também importante conquistar o respeito da mãe das crianças. Tudo isto implica persistência e tempo.

PASTAS:
publicado por linharelacoesfamiliares às 08:58
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

[questão] Afinal o que faz um psicólogo?

Já consultei vários psicólogos em momentos diferentes da minha vida por várias razões. Esperava conselhos sobre como resolver os meus problemas, mas não foi isso que obtive. Gostava de perceber melhor o que faz afinal um psicólogo…

 
Se já consultou vários psicólogos e de nenhum obteve conselhos, então tudo indica que teve a sorte de encontrar bons profissionais. O trabalho de um psicólogo não é dar conselhos. O trabalho de um psicólogo assenta no pressuposto que todas as pessoas têm dentro de si a visão sobre o melhor caminho para si próprias, assim como a força e os recursos para realizar as mudanças necessárias para melhorar as suas vidas. Essa visão, essa força e esses recursos são património pessoal e intransmissível. O trabalho do psicólogo é dar aos seus clientes uma oportunidade para as descobrirem, para se redescobrirem, e para se realizarem melhor como seres humanos. É só isso que faz um psicólogo…
 

Para entrar em contacto com a equipa relacoesfamiliares@phmais.pt

Mais informações em www.phmais.pt

PASTAS:
publicado por linharelacoesfamiliares às 09:30
link do post | comentar | favorito

A LINHA DE RELAÇÕES FAMILIARES

é o seu espaço na net para reflectir e partilhar sobre as relações familiares e o seu impacto no bem-estar e na saúde.

A PH+

é uma empresa cujo projecto é contribuir para o DESENVOLVIMENTO DO POTENCIAL HUMANO dos seus clientes, apoiando e aconselhando pessoas com problemas nas esferas comportamental, emocional e relacional; promovendo o desenvolvimento de pessoas, famílias, grupos, organizações, instituições e comunidades, através de programas terapêuticos, consultoria, formação e coaching. www.phmais.pt

QUESTÕES

Pode colocar-nos as suas questões. Pode "comentar" os posts do blog ou enviar um e-mail para relacoesfamiliares@phmais.pt. As questões seleccionadas serão respondidas pela nossa equipa neste espaço, de forma anónima. No caso de não querer que a sua questão seja publicada mencione-o no seu e-mail e responderemos directamente para si.

ORGANIZAÇÃO

Para facilitar a leitura e a participação organizámos os posts em 3 categorias: 1) Reflexão (ideias sobre as relações familiares que podem ser discutidas e contestadas), 2) Sugestões (produtos e serviços com interesse para o tema das relações familiares) e, 3) Questões (perguntas comuns na clínica com famílias e respostas simples a essas perguntas, sem esquecer que cada caso é único).

TEMAS RECENTES

[questão] E quando os pai...

[questão] Crianças ping-p...

[questão] Afinal o que fa...

[questão] Sou mãe de uma ...

[questão] Depois de uma r...

[questão] O meu marido pa...

[questão] Tenho um filho ...

[questão] Estou casada há...

PASTAS

questão

reflexão

sugestão

todas as tags

ARQUIVOS

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

PESQUISAR NESTE BLOG

 

subscrever feeds